Onde

Trabalhamos nas comunidades: Assentamento Belo Monte, Assentamento Apolônio de Carvalho e Bom Retiro de Guaíba

Assentamento Belomonte

Distante aproximadamente 40 km de Porto Alegre, capital do estado Rio Grande do Sul e a 10 Km da vila do Bom Retiro, encontra-se o Assentamento Belo Monte, surgido há 16 anos. Nele vivem aproximadamente umas 40 famílias (umas 250 pessoas, sendo um 50% crianças e jovens) integrantes do Movimento dos Trabalhadores e Trabalhadoras pelos Direitos (MTD). Cada família dispõe dum lote de moradia e outro de produção.

 Algumas famílias obtêm a sua renda de trabalhos na cidade, com o consequente gasto de transporte, e outras baseiam a sua renda na produção agrária de pequena escala. O acesso à estrada é muitas vezes difícil e as passagens são caras para as economias familiares da comunidade.

Assentamento Apolônio de Carvalho

Projeto Sede de Partilha nasceu da necessidade um espaço organizado para atender crianças e adolescentes residentes no P.A. Apolônio de Carvalho. Este assentamento rural, oriundo do processo de Reforma Agrária, abriga 72 famílias, busca desde 2007, quando da sua criação, prosperar na área da produção de arroz, e hortaliças em geral. Apesar de todas as dificuldades presentes as famílias vem conseguindo sobreviver, minimamente, de seus lotes com alimento saudável e pequenas criações de animais (galinha, porco, gado). Contudo, a área social ficou em segundo plano, diante das necessidades de garantir o pão de cada dia. Hoje o assentamento encontra as condições necessárias com local (sede) e recurso humano para recuperar este tempo, ofertando atividades de lazer, educação, esporte e cultura para as crianças, adolescentes e jovens.
Sabemos que atividades de lazer, esporte e educação auxiliam no desenvolvimento cognitivo, emocional e por conseguinte, social dos indivíduos. Por isso, viabilizar este projeto é apostar no crescimento da comunidade, na formação de seres mais humanos, de cidadania e desenvolvimento sustentável da sociedade.

Bom Retiro de Guaíba 

Apesar da localização aproximada de grandes centros urbanos, a localidade do Bom Retiro se caracteriza por ser um ambiente rural com a presença de uma pequena vila que conta aproximadamente com 500 pessoas, onde está a Subprefeitura, uma Unidade Básica de Saúde, uma escola municipal (E.M.E.F. São José) e uma escola estadual (E.E.E.F. Sergipe)

 Nos arredores da vila do Bom Retiro há vários sítios e fazendas onde se desenvolvem atividades ligadas à agropecuária. Muitas propriedades são arrendadas para a empresa produtora de papel, CMPC – Celulose Riograndense, localizada na cidade de Guaíba, distante cerca de 25 km da vila do Bom Retiro, para o plantio de eucalipto, objetivando a produção de celulose e papel. Bom Retiro tem um núcleo urbano pequeno e com muita população espalhada pelos arredores, ficando as casas muito distantes entre si. Isto dificulta o acesso a eventos e atividades culturais e gera certo isolamento.  Na localidade existem poucos ambientes dedicados à leitura. Além da E.E.E.F. Sergipe, que conta com biblioteca escolar, há outra instituição de ensino público municipal na vila, E.M.E.F. São José, que tem uma biblioteca infantil muito reduzida. Não existe nenhum espaço dessas características no Assentamento Belo Monte, além da Biblioteca Ataîru que faz parte deste projeto. Existem outras bibliotecas apenas nos centros urbanos de Eldorado do Sul e Guaíba distantes de 25 a 30 Km e com difícil acesso